quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Frágil


Joao Paulo é um aplicado funcionário de uma seguradora industrial internacional. Lida com valores inimagináveis, regras que se flexionam ao interesse de seus diretores e ética nenhuma. É um profissional que cumpre suas funções, não lhe cabe julgamento moral, ele faz o que seus patrões esperem que ele faça, seja burlando clausulas ou indeferindo sinistros via laudos adulterados e recebendo remuneração acima da media por sua eficiência. Carros blindados, prostitutas de mais de dez mil Reais e cocaína de boa procedência fazem parte de sua rotina, o dinheiro é farto. A lista de lesados, desafetos e inimigos também.

Eu não cobrei dinheiro de puta para matar Joao Paulo, eu sei o quanto ele vale, Joao morto vale uma vingança e vingança é o nirvana do ódio, não tem dinheiro que compre.

8 comentários:

Anônimo disse...

Texto curtinho do Velho, mas com a qualidade de sempre. Aliás, Velho, você poderia (deveria?) expandir esse texto.

H-RJ disse...

O Picolinos acabou???

Leonardo de Leon disse...

Alô Velho, sou leitor das antigas fazia cem anos que não vinha aqui, lembrei do blog, e dei um google, não lembrava a URL, não me perdoei por esquecer a URL que marcou o tempo que eu era assessor na câmara e talz, só queria dizer que vou ler muito agora, que nostalgia, um abraço!

jogadorcaro disse...

muito bom.

Velho! disse...

Valeu a todos!

hitman disse...

é o narrador do Clube da Luta ? hauahua

Anônimo disse...

foda-c

bj

Lamosca disse...

"Rita Lee anuncia que vai parar de fazer shows".

Saiu no Estadão, Velho... Agora só falta o Nicolas Cage morrer...

Postar um comentário

Abobra Diário.