segunda-feira, 4 de junho de 2012





A infância.
Gory nasceu em Caruara, cidade satélite da metropolitana Grande Cachoeira de Itamerim. Foi ali que o menino franzino passou sua infância interiorana, entre fabricas de papel, usinas de fertilizantes e outras industrias imundas. A cidade era pequena e não havia quase nada a fazer durante a semana. Mas as coisas mudavam com a chegada do sábado, quando todos os playboys da região se juntavam na praça para realizar rachas com seus trens tunados e modificados. As locomotivas cortavam a cidade em altas velocidades, gritando seu apitos, derrapando suas rodas de aço e fudendo todo o asfalto. O prefeito ficava puto.
E os olhinhos remelentos de Gory, ficavam enfeitiçados com aquelas maquinas velozes e furiosas, com adesivos nas caldeiras e chaminés sem silencioso. O prefeito ficava surdo.
Naquele sábado de mais uma noite de racha, o pequeno Gory estava comendo um milho verde e pra resumir, um trem rebaixado da General Eletric, perdeu o controle e o atropelou. A galera foi a loucura, gritando e vibrando muito. Doutor Euclides estava vendendo atestados médicos no local , quando notou Gory estrebuchando no chão:
- É que eu estava desarmado, senão sacrificava ele ali mesmo. Sem recursos para a emergência, amputei Gory de sua perna e a levei ate o hospital mais próximo, onde reconstruí o menino a partir de seu pé. 
Em poucos meses Gory já estava curado, correndo feliz pela cidade, tendo como única seqüela do acidente, um terrível chulé no couro cabeludo. O prefeito tapava o nariz. 

5 comentários:

Anônimo disse...

tomanocu

Spag disse...

Só p vc ver q ainda tem uns corno q acessa isso aki.

Anônimo disse...

Sinto falta de vc abobra.
My Precious....

Tomate

H-RJ disse...

Eu ainda acesso e não sou corno

Gory disse...

é tudo verdade

Postar um comentário

Abobra Diário.